Meningocócica conjugada quadrivalente (4 sorotipos; ACWY)

A doença meningocócica é considerada um problema de saúde pública mundial. Dados do Ministério da Saúde indicam que no Brasil, 21.321 pessoas foram infectadas pela bactéria Neisseria meningitidis em 2012.

A doença meningocócica é uma doença altamente contagiosa, com consequências potencialmente incapacitantes, como surdez, epilepsia e outras desordens neurológicas; em casos graves, pode até ser fatal. O maior risco de contrair a doença é em crianças e bebês nos primeiros quatro anos de suas vidas, com um segundo pico em adolescentes. Certos grupos, como os viajantes para áreas com níveis endêmicos de doença meningocócica ou exposição a situações de superlotação, podem estar em maior risco de doença meningocócica.

A Neisseria meningitidis é um diplococo Gram negativo que causa doença invasiva (como meningite e sepse) com risco de morte. Globalmente, 5 sorogrupos, A, B, C, Y e W-135 causam quase todas as infecções meningocócicas invasivas.

A presença de anticorpos bactericidas séricos protege contra a doença meningocócica invasiva. A vacinação com a vacina meningocócica ACWY (conjugada) leva a produção de anticorpos bactericidas contra os polissacarídeos capsulares dos sorogrupos A, C, Y e W-135.

1. Apresentação
A vacina meningocócica ACWY (conjugada) é apresentada sob a forma de um pó liofilizado e um diluente para solução injetável.

2. Composição
É composta pela combinação dos oligossacarídeos conjugados dos meningococos dos sorogrupos A, C, W-135 e Y. Todos os 4 oligossacarídeos são conjugados com uma das seguintes proteínas: proteína CRM197 do Corynebacterium diphtheriae (Vacina Menveo) ou toxoide diftérico (Vacina Nimenrix). A vacina possui excipientes tais como: fosfato de potássio di-hidrogenado; sacarose; cloreto de sódio; fosfato de sódio di-hidrogenado mono-hidratado, fosfato dissódico hidrogenado di-hidratado e água para injetáveis.

3. Indicação
A vacina meningocócica ACWY conjugada é indicada para imunização ativa de crianças, adolescentes e adultos com risco de exposição a Neisseria meningitidis dos grupos A, C, W-135 e Y, para prevenir doença meningocócica invasiva.

A vacina conjugada com a proteína CRM197 do Corynebacterium diphtheriae (Vacina Menveo) é indicada a partir dos 2 anos de idade. Já a vacina conjugada com toxóide tetânico (Vacina Nimenrix) é indicada a partir de 12 meses.

4. Contraindicação
Hipersensibilidade a substância ativa ou a qualquer excipiente da vacina, incluindo o toxoide diftérico (CRM197) ou reação com risco de vida após a administração de vacina contendo componentes semelhantes, são contraindicações à aplicação da vacina. A administração da vacina meningocócica ACWY (conjugada) deve ser adiada em indivíduos que estejam com doença febril aguda. A presença de uma infecção menor não é uma contraindicação.

Notas:
 Não há estudos em indivíduos com mais de 65 anos de idade.
 Existem estudos limitados em indivíduos com idades entre 56-65 anos.

5. Esquema, dose e volume
A vacina meningocócica ACWY (conjugada) deve ser administrada como dose única. O volume a ser administrado é de 0,5 mL. A dose é a mesma para crianças com idade superior a 2 anos, adolescentes e adultos. A necessidade e o período de uma dose de reforço da vacina meningocócica ACWY (conjugada) ainda não foram estabelecidos. A vacina meningocócica ACWY (conjugada) pode ser administrada em indivíduos anteriormente vacinados com uma vacina contra o meningococo polissacárida simples.

Notas:
 Devido ao risco de hematoma, a vacina meningocócica ACWY (conjugada) não foi avaliada em indivíduos com trombocitopenia, distúrbios que levam a sangramentos ou em uso de anticoagulantes. A relação risco-benefício para indivíduos com risco de hematoma após injeção intramuscular deve ser avaliada por profissionais de saúde.
 Gravidez e amamentação: Considerando a gravidade da doença meningocócica invasiva causada pelos sorogrupos A, C W e Y da Neisseria meningitidis, a gravidez não deve impedir a vacinação quando o risco de exposição estiver claramente definido. A vacina meningocócica ACWY (conjugada) pode ser usada durante a amamentação

6. Via de administração
A vacina é administrada por via intramuscular profunda, preferencialmente no músculo deltoide (parte superior do braço). Em crianças dos 12 aos 23 meses de idade, a vacina pode também ser administrada na zona anterolateral da coxa.

Notas:
 Locais anatômicos distintos devem ser utilizados caso mais de uma vacina esteja sendo administrada simultaneamente.
 Deve ser evitada administração da vacina Penta na região glútea, em razão da maior quantidade de tecido adiposo, situação em que a vacina não é inoculada no interior do músculo.

7. Conservação
A vacina deve ser conservada entre +2ºC e +8ºC (sendo ideal +5ºC), não podendo ser congelada. O congelamento provoca a perda de potência e/ou forma agregados e/ou aumenta o risco de eventos adversos.