Varicela

A varicela, também chamada popularmente de catapora, é uma doença causada por um vírus, cuja disseminação ocorre muito facilmente. Não é raro ouvirmos falar em epidemia ou surto de catapora em ambientes fechados como escola, creches, etc. O vírus da varicela é muito transmissível através do ar e do contato com as vesículas que surgem na pele das pessoas doentes.

1. Apresentação
A vacina é apresentada em frasco unidose.

2. Composição
A vacina contra varicela é de vírus vivo atenuado, proveniente da cepa Oka. Cada dose da vacina deve conter no mínimo 1.350 unidades formadoras de placas (UFP) do vírus varicela zoster atenuado. Pode conter gelatina e tracos de neomicina, kanamicina e eritromicina.

Existem duas apresentações da vacina contra varicela. A vacina exclusiva contra varicela e a vacina combinada contra sarampo, caxumba, rubéola e varicela (quádrupla viral – SCRV).

3. Indicação
A vacinação contra varicela está indicada para todas as crianças a partir de 1 ano de idade. É considerada protegida a criança que tenha recebido duas doses de vacina após 1 ano de idade. Em situações especiais (surto de varicela ou exposição domiciliar), pode-se iniciar a vacinação a partir de 9 meses. Nestes casos, a aplicação de mais duas doses após a idade de 1 ano ainda será necessária.

4. Contraindicação
A vacina é contraindicada nas situações gerais referidas no tópico 2 da Parte IV do Manual de Normas e Procedimentos para Vacinação do Ministério da Saúde. A vacina também é contraindicada para gestantes ou mulheres em idade fértil que pretendem engravidar dentro de um mês. No entanto, sua principal contraindicação é a administração fora da faixa etária preconizada.

5. Esquema, dose e volume

Segundo o Manual de Vacinação do Ministério da Saúde, a primeira dose da vacina com componente da varicela (vacina quádrupla viral) deve ser administrada aos 15 meses de idade . Já a segunda dose deve ser administrada aos 4 anos de idade (vacina varicela).

De acordo com o Calendário de Vacinações proposto pela Sociedade Brasileira de Imunizações, aos 12 meses, na mesma visita, deve-se aplicar a primeira dose da tríplice viral e varicela em administrações separadas (SCR + V) ou com vacina quádrupla viral (SCRV). A vacina quádrupla viral mostrou-se associada a uma maior frequência de eventos adversos quando comparados àqueles que receberam as vacinas em injeções separadas, na primeira dose. A partir dos 15 meses de idade, poderá ser apliada a segunda dose de tríplice viral e varicela, preferencialmente com a quádrupla viral, mantendo intervalo mínimo de 3 meses da última dose de SCR ou SCRV.

Notas:
 Não administrar a vacina contra varicela simultaneamente com a vacina contra febre amarela, devendo-se estabelecer o intervalo mínimo de 30 dias, salvo em situações especiais que impossibilitem manter o intervalo indicado.

     A vacina quádrupla viral é indicada para a imunização ativa para crianças com idade de 12 meses a 12
anos. Caso seja indicada vacinação contra varicela para indivíduos com mais de 12 anos, deve-se utilizar a vacina exclusiva para varicela, e não, a quádrupla viral.

6. Via de administração
A vacina de administração recomendada é a subcutânea.

7. Conservação
A vacina deve ser conservada entre +2ºC e +8ºC (sendo ideal +5ºC), não podendo ser congelada. O congelamento provoca a perda de potência e/ou forma agregados e/ou aumenta o risco de eventos adversos.